JACQUARD AND CROCHET TUNIC

TÚNICA METADE DE CROCHET E OUTRA METADE DE MALHA JACQUARD. ESTA É UMA PEÇA IRREVERENTE E MODERNA. FORNECE UM LOOK IRREVERENTE, CONTEMPORÂNEO E COM PODER. PRODUZIDO EM PORTUGAL, CROCHET FEITO ATRAVÉS DE TRABALHO MANUAL.

 

TUNIC HALF CROCHET AND OTHER HALF KNITWEAR JACQUARD. THIS IS AN IRREVERENT AND MODERN PIECE. OFFERS AN IRREVERENT, CONTEMPORARY AND POWERFUL LOOK. PRODUCED IN PORTUGAL, HANDMADE CROCHET.

#AW21.01.03.JQ2a

325.00€

1 em stock

Editor's Notes & Details

AZÁFAMA AW21/22

AZÁFAMA. O nome da coleção de Susana Bettencourt para a AW 21/22 representa a intrusão
do frágil (e “pós pandémico”) mundo da criação num mundo corrido. Nascida com coração de
malheira tornou-se numa designer defensora da moda artesanal provocando sempre a fusão
com o mundo atual e tecnológico.
VALORIZAÇÃO. Esta missão constante de vincar o artesanato português no mundo, originou
uma parceria com o Município de Peniche e o seu centro de artesanato de rendas de bilros.
Esta colaboração será espelhada num formato nunca antes explorado pela designer, que
durante o processo de desenvolvimento desta coleção se depara com o desafio da valorização
percepcional das técnicas artesanais e a exploração do seu propósito nos dias de hoje.
CONCEITO. Inspirada pela pluralidade das realidades dos tempos modernos e sua repercussão
na humanidade, segue-se o caminho de inovar contando a história através de peças de
vestuário e artefactos os efeitos diretos a que somos sujeitos diariamente, muitas das vezes,
até inconscientemente.
É nesta linha de pensamento que jacquards (imagem de marca da criadora) surgem
novamente com grafismos que não escondem ao que se referem, com manchas orgânicas
repletas de texturas contrastantes envolvidas em rendas artesanais que retratam o quão a
poluição afeta não o cérebro. As sinapses admitem novas formas neste novo contexto e os
impulsos nervosos são ilustrados em cores vibrantes que se destacam da escuridão com os
seus contornes marcantes.
Deste conceito, fica a pergunta seremos conscientemente escravos das nossas ações ou
simplesmente negligentes?
Seguindo este processo de criação e em jeito de exposição, a criadora expõe também a
verdade, muitas vezes ocultada, da criação em construção. Faz-nos repensar na verdadeira
noção que temos do real processo de manufatura e enche-nos de intriga ao confortar-nos
com o valor que damos a cada peça de vestuário. Esta reflexão vem de um sítio quase
desconfortável do nosso interior: a nossa futilidade.
REFLEXÃO. Viver num mundo esgotado torna-nos refém das nossas próprias ações e suas
repercussões. Que limitada é esta vida mundana em que, finalmente, somos confrontados
com a nossa própria essência e os frutos que fomos colhendo nesta longa jornada de vida
física.
Enquanto as alterações climáticas são jogadas para cima da mesa em jeito de discussão, o
timing de as discutir torna-nos incapazes de entender que a ação deveria já ter começado.
Fomos incitados a seguir um legado e fazer semelhantes, mas quando tudo se torna tão
mecânico, não há como fugir da mecanização do nosso próprio planeta contra nós.

Colocando mais uma vez Susana Bettencourt no centro da experimentação do universo da
malha, de nada serve a perfeição da manufatura e excecional concessão do resultado final
senão ela própria exceder-se do simbólico valor que a tem como peça de vestuário. É por isso
que a consciência de reutilizar desperdícios fabris se torna, mais uma vez, um recurso
essencial da designer.
Com AZAFÁMA, Susana pretende provocar uma reflexão por cada decisão que tomamos
apesar do ritmo frenético com o qual a modernidade se rege nos faz-nos crer incapacitados
de o fazer.
É bom relembrar que aquilo que nos fazem acreditar, não é e nunca será, o que realmente
temos de acreditar por isso, que esta coleção seja o ponto de entrada nesse estado de espírito
e nesta nova abordagem crítica a tudo que nos rodeia.

 

_

 

ALTURA/HEIGHT: 79cm

LARGURA/WIDTH: 125cm

CAVA/CAVE: 21cm

MANGA/SLEEVE: 56cm

_

100% COTTON

55% PES

45%CO